sexta-feira, 30 de janeiro de 2009

Alferes Robles

Com 100 homens como ele tinhamos mantido o Império. Com 1000 teriamos conquistado o mundo.

43 comentários:

  1. Só hoje "descobri" este Blogue.
    Nunca é tarde!!!

    ResponderEliminar
  2. eu sempre ouvia falar deste alferes. pois tinha um irmão meu que estava em angola em samba cajú, e que nos dizia que ele era um heroi e eu mesmo o vi em 1968 algumas vezes no serviços cartográficos do exercito, mas de que valeu tanto sacrificio tantas mortes, meia duzia de traidores deitaram tudo por terra com o 25 de abril,que deus tenha em eterno descanso todos quantos morreram nas provincias ultramarinas

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Realmente é preciso ser estupido imbecil e ter a cabeça bem quadrada para se falar assim do 25 de Abril... O homem chave do 25 de Abril foi o General Spinola um homem do regime e simbolo do salazarismo.. Spinola revoltou-se contra a imbecilidade e incompetencia dos fachos em negociar.. Marcello Caetano disse q preferia derrota militar a derrota Politica, entao general revoltou-se e muito bem a meu ver... Spinola foi um traidor !? atira-te ao rio idiota

      Eliminar
    2. Realmente é preciso ser estupido imbecil e ter a cabeça bem quadrada para se falar assim do 25 de Abril... O homem chave do 25 de Abril foi o General Spinola um homem do regime e simbolo do salazarismo.. Spinola revoltou-se contra a imbecilidade e incompetencia dos fachos em negociar.. Marcello Caetano disse q preferia derrota militar a derrota Politica, entao general revoltou-se e muito bem a meu ver... Spinola foi um traidor !? atira-te ao rio idiota

      Eliminar
  3. pa puta que pariu com esses assasinos sanguinários viva a revolução FASCISTAS DA MERDA CABROES ASSASINOS A LIBERDADE VENCE SEMPRE

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Usando a sua diarreia mental, "oh camarada pá", era quem lhe enfiasse a sí uma estaca pelo seu olho traseiro cego e sem vazelina ... para saber melhor.

      Eliminar
    2. comuna de merda,tu e outros como tu é que fuderam este pais que agora vive de migalhas que nos querem dar.Ès filho de puta os teus filhos e netos,vão comer merda.Fm

      Eliminar
    3. os comunas por onde passam fodem tudo.é uma doença que só nesta merda de pais é que continua a existir.felismente estão em vias de extinção.alcides

      Eliminar
  4. ...O Alferes Robles foi um MILITAR NOTÁVEL!...pena é que os novos meias pretas do 26 Abril...não tenham a mesma personalidade, honra e dignidade para levarem Portugal mais longe!...Cruzei-me com ele quando cumpri o serviço militar em 1980, em Coimbra!...Termino dizendo o seguinte:- "A Pátria não se discute...defende-se!.."

    ResponderEliminar
  5. esse filho da puta do robles matava porque os angolanos nao tinham armas apenas catanas foi por causa da merda dos colonos que os povos do ultramar se revoltaram era so escravatura

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ès um ignorante e um cobardolas,colono quer dizêr imigrante , para vocês,comunas,estes homens e mulheres que foram trabalhar para terras distantes,desbravar mato,fazêr plantações,eram todos bandidos,és um estupido de merda,pensas que no ultramar só havia J.Jardins e Melos e marcelos R Sousa,cala te só sabes a história da Russia,vai vivêr para Cuba .FM

      Eliminar
  6. quem era esse filho da puta do robles matar inocentes sem arma o gajo era um magricelas nem cabedal tinha se os angolanos tivessem armas fodiamano logo

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Meu animal de merda... Filho da puta és tu e os da tua terra... Tu sabes lá o que são terrorista e como se combate o terrorismo. Sorte tiveram os Angolanos de os Portugueses serem de brandos costumes...

      Eliminar
  7. esses senhores que falam mal do alferes robles devem ser do 25 porque o 25 matou muitos e muitos a só contar porque angola era portugal ninguém duvide e continua voces angolanos fizeram coisa muito pióre quando a gente pegava voces de mijavam todos e sem fazer mal algum porque era guerra mas as tropas nao matavam se a gente pegasse um turra vivo ele ia ser muito bem tratado agora o sr alferes robles foi portugues nao pertencia ao 25 que foram umas criansolas e nada mais e tudo virou general depois mudou um pouco mas já foi tarde

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Vai mas é aprender a escrever...
      Acho que os turras eram instalados em hoteis de 5 estrelas...

      Eliminar
    2. merda como tu comiamos ao pequeno almoço,porque é que não vais vivêr para angola agora?vê fotos e veras que nas escolas onde havia meninos brancos era a mesma onde andavam os meninos pretos,hoje os meninos pretos andam na rua a passar fome,e os filhos do MPLA vêm para a europa estudar,vai para la viver filho da puta e leva a puta da tua familia,tambem FM

      Eliminar
  8. Até dá pena ler o que esses comunistas escrevem .
    Eles que vão agora a Angola e vejam como os Angolanos vivem ... não vale a pena escrever mais nada ! apenas VIVA A PORTUGAL ...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Caro camarada,não tem nada a vêr com partidos,esta merda de comunas não sabe o que se passou para defender aquela terra onde não havia descriminação,tambem sou um ex para(que nunca por vencidos se conheçam)que deu,e voltava a dar o sangue por esta terra.FM

      Eliminar
  9. Conheci o Alferes Robles em 1968 em Tavira...ele e o tenente Esteves Pinto.Fizemos nesse ano uma festa de Juramento de Bandeira absolutamente inesquecivel...A seguir fomos confraternizar todos para um café do qual já não me lembro o nome onde nos foi servido um belo jantar... a nós que abrilhantamos a festa.
    Um grande militar e um grande patriota. Com ele os comumas não brincavam não.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Estive em 67/68 e 69 no Cuango em Angola. Cumpri o meu dever com convicção . Dos fracos jamais rezará a história. Sempre na primeira linha cumpri como mum verdadeiro operacional a minha missão. Construimos com tanto orgulho um verdadeiro império que a ganância da américa e russia decidiram cobiçar. Infelizmente a traição acabou por falar mais alto entregando-se de forma repugnante todo o nosso património ultramarino às feras esfomeadas. Hoje somos apenas reféns de estrangeiros que nos impõem a venda do património .Sinceramente como podemos aceitar tal vexame? Portugal será sempre Portugal e as mais belas páginas da nossa História jamais se apagarão .

      Eliminar
  10. Corrijo...não foi em 1968 mas sim em Agosto de 1965.

    ResponderEliminar
  11. ROBLES...
    Dos últimos grandes portugueses, de um grande império destruído pelo comunismo e pelos traidores que se dizem portugueses (eles ainda andam por ai)! Que um dia seja lembrado, assim como todos aqueles que em além mar,verteram sangue, suor e lágrimas (como o meu pai e avô que combateram em Angola/Moçambique/Guiné). Um dia haverão 1000 como ele... Um grande Abraço ao Alferes Robles.

    ResponderEliminar
  12. Seguem comentários ao escrito no mural:
    “…os angolanos não tinham armas apenas catanas...” Pois tinham catanas, com as quais cobardemente assassinaram famílias brancas e negras!!! Anos antes do 25 de Abril já tinham armas... e iam perder a guerra colonial!!
    “…foi por causa dos colonos que os povos do ultramar se revoltaram era só escravatura…” Não eram colonos eram Angolanos, Cabo Verdianos, Moçambicanos e Guineenses (brancos e negros) em território português!!! O mesmo não podem dizer os indígenas INDIOS nos USA.(Tiveram azar em não terem sido escravizados. Foram dizimados e os poucos que restaram metidos em reservas) Escravatura nos anos 60/70 não existiu!!! Então em Portugal formaram-se vários escravos, por exemplo: Agostinho Neto. Escravo ou Doutor?
    Vai durar varias décadas até esta gentinha perder o preconceito colonial. Existem partidos nesses paises a sobreviver a custa desse preconceito.
    Tomem o exemplo do Brasil e de Macau.
    SEUS LORPAS DE ACÉFALOS.
    E respeito pelo Alferes Robles!!!!!!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O meu maior respeito por tudo o que acabou de escrever,disse tudo,vamos vêr se os ignorantes percebem.abraço.FM

      Eliminar
  13. Um grande abraço ao Alferes Robles!!!

    Felicito o Robles por não se ter juntado à meia dúzia de cobardes que participarem no programa sobre a Guerra Colonial do Furtado.
    Só iria enaltecer uma série que na minha opinião é medíocre… O se aproveita dessa série são as imagens da RTP das colónias e da guerra colonial.
    Uma vergonha para a nossa nação e respectiva cultura!!!
    Uma vergonha a participação de traidores e desertores, num programa sobre os nosso avós e pais que defenderam a pátria!!!???
    Esses comunas e traidores chamam aos nossos pais e avós que combateram pelo país no ULTRAMAR assassinos???
    Vergonha!!!

    Robles, se um dia leres estas mensagens lembra-te que nunca serás esquecido!!!

    ResponderEliminar
  14. Alferes Robles, notável militar. Pisei vezes sem fim, depois dele, a terra que ele pisou, defendi as populações que ele nos legou com a sua bravura. Ao contrário do que muitos pensam, um bom militar, não é aquele que morre pela sua Pátriam, mas im aquele que obriga o inimigo a morrer pela pátria dele. Infelizmente, foi uma luta inglória, mas não pela bravura dos independentistas, mas sim pela cobardia dos que fizeram o 25 de Abril, de alguns militares e políticos. Trairam todos quantos labutavam naquela terra, brancos, mas muito especialmente os negros, que, a maioria, tarde ou nunca voltam a ter o nível de vida que tinham. Não basta ser-se independente, é necessário que essa independência traga mais dessência, o que infelizmente não acontece com a maioria. Para quem como eu conhece Angola, é muito triste continuar a ouvir dizer que lá se passa fome, o que não acontecia no período imediatamente anterior à independência. Se esse digno "ALFERES ROBLES", por acaso ler este comentário, aqui lembro alguns dos locais por onde ele e eu andamos: Luanda, Caxito,Nambuangongo, Úcua, Quibaxe, Pango-Aluquem, Vista Alegre, Cóloa, Fazenda Liberato, Fazenda Sta Isabel, Aldeia Viçosa, Quitexe, Zalala,Nova Caipemba, etc, etc, etc. Todas estas foram das mais martirizadas. Um bem haja a todos quantos souberam honrar PORTUGAL. Um abraço.

    ResponderEliminar
  15. Respeitei os nossos pais, que combateram no Ultramar!
    Assim como todos os Portugueses brancos ou negros que defenderam o Portugal de Alem Mar!
    Respeito pelos HEROIS… E pelo ROBLES porque é mais UM!
    E não se esqueçam do mais condecorado HEROI PORTUGUÊS… MARCELINO DA MATA!
    Que… é NEGRO e SEMPRE PORTUGUÊS!!!!!!!!
    Hediondos e nojentos os TRAIDORES de PORTUGAL e os leigos da nossa HISTÓRIA.
    Responsáveis pelo que somos… E pelo que deixamos de ser… IMPÉRIO PORTUGUÊS!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sim por favor nunca se esqueçam do grande militar e homem que foi e continua a ser: MARCELINO DA MATA, simplesmente o militar português mais condecorado de todos os tempos e são condecorações adquiridas pelo mérito e pelo valor demonstrado no Campo da Honra, não daquelas condecorações que são atribuídas todos nós sabemos como. Ele é Tenente Coronel e bem merecia ser General pois tem mais mérito, grandeza e sentido pátrio que estes generais que cá temos.

      Eliminar
  16. E então Pedro de Alcântara Francisco António João Carlos Xavier de Paula Miguel Rafael Joaquim José Gonzaga Pascoal Cipriano Serafim de Bragança e Bourbon não terá sido o precursor desses tais traidores?
    Bora lá reconquistar o Brasil...

    ResponderEliminar
  17. Não digam alarvices. Só quem como eu que sofremos na pele, têm legitimidade para falar. Eu também fui Alfere ( Operacional ) em Angola, mais propriamente em Nambuangongo, Beira Baixa, Balacende, Quicabo, Canacassala etc até ser Ferido em Combate e mais tarde condecorado com Cruz de Guerra. Não batam no ex-Alferes Robles, que é como quem massacra todos os Alferes e Furries Milicianos, juntamenete com os cabos e soldados que cumpriram o seu dever.

    Jorge Belo Rosa

    ResponderEliminar
  18. Esses mentecaptos que vem para aqui chamar nomes. sem perceberem nada do que se passou no ultramar, alias eles nem percebem nada do que se passa aqui, por isso e que o pais está como está.Vem vilipendiar um homem integro que viveu as situações que muitos conheceram, que foi o caso do então alferes Robles.A esses javardos que vomitam a sua diarreia mental nem vale a pena responder.

    ResponderEliminar
  19. Herois para esta escumalha são os Otelos os Vascos que vêm dizêr agora que fizeram varias comissões e nunca dispararam um tiro,eu acredito,porque eram cobardes uns cobardolas,fui tenente para quedista,miliciano,e só poucos dos quadros é que andavamos no molho mas os primeiros devem ter sofrido muito e o que foram encontrar não foi nada agradavel e sem preparação.Irem encontrar mulheres crianças,negros e brancos,empalados e cortados aos bocados,cujo crime foi terem ido trabalhar para engrandecer uma terra e um pais,ouvir agora estes merdas dizêr mal,quando eles só de ouvirem um tiro de caça cagam se todos.Isto não é um pais é um sitio mal frequentado.FM

    ResponderEliminar
  20. Para quem não Sabe quêm é o Alferes Robles, sito o Jornal do Exercito:

    Honra e Glória - Fernando Robles, Medalha de Prata de Valor Militar com Palma

    Alferes Mil.º de Infantaria Fernando Augusto Colaço Leal Robles, nasceu no dia 15 de Agosto de 1940 na freguesia de Santo António dos Olivais, concelho de Coimbra
     
    Medalha de Prata de Valor Militar com Palma
     
    Condecorado com medalha de prata de valor militar, com palma, por ter sido considerado ao abrigo do artigo 7.º, com referência ao § 1.º do artigo 51.º, do Regulamento da Medalha Militar, de 28 de Maio de 1946, o Alferes Miliciano de Infantaria Fernando Augusto Colaço Leal Robles, que, durante os largos meses em que serviu na Companhia de Caçadores 67 [6.ª Companhia de Caçadores Especiais], se evidenciou como Oficial decidido e excepcionalmente audacioso, contribuindo com a sua rara abnegação, valentia e coragem para o êxito das múltiplas operações em que, com grande risco da vida, participou, designadamente na limitação das acções terroristas na região dos Dembos, na defesa e segurança interna da cidade de Luanda, na cobertura da fronteira norte e no patrulhamento das zonas particularmente perigosas de Piri, Vista Alegre e Cambambe.

    Assim nascem os heróis... Honra e Glória a todos os que defenderam Portugal além mar... Esses sim, sabem o que é ser Português!!!

    ResponderEliminar
  21. Que mau e mafarrico era esse Alferes Robles. Estou chocado com o que li. Concordo com tudo acima escrito pelos meus amiguinhos de esquerda.
    Ai meu Deus. Coitadinhos dos africanos negros, porque os africanos brancos são colonos maus. Devíamos ter entregue as nossas colonias aos nossos camaradas e não lutado por elas.
    Os navegadores Portuguese nunca deviam ter descoberto essas terras malignas. Pois elas já estavam descobertas pelos indígenas que viviam lá.
    Também estou muito zangado com o meu pai (até deixei de lhe falar) e não vou ao cemitério prestar honras ao meu avô, porque eles fazem parte dos heróis que defenderam a pátria no ultramar…
    A culpa disto tudo é do malvado o D. Afonso Henriques, não devia ter lutado pela independência do condado portucalense e ainda por cima batia na mãezinha… Diabólico!
    Acho que devíamos ser todos Espanhóis ou cubanos.
    Viva a Esquerda Republicana! Viva a merda em que estamos metidos.
    Vamos todos mas é fumar uma ganza e fazer swing?

    ResponderEliminar
  22. Sinto muito, quando vejo o que as “novas gerações” escrevem sobre os ULTIMOS heróis Portugueses (por exemplo: Fernando Robles).
    Principalmente quando escrevem sobre factos passados e sobre uma geração que desconhecem, que deu o sangue, o suor e lagrimas em território Português além mar para defender o Imperio Português.
    Alguns deram tudo (a vida), outros deram a juventude (embora tenham regressado fisicamente, em mente lá ficaram) e outros mutilados e marcados nunca foram os mesmos.
    (mas voltando à “vaca fria”… sim… meus merditas… fomos IMPERIO… mas deixamos de ser por causa de mentalidades atrasadas como as vossas)
    Escrever e difamar jovens que deram tudo (incluindo o nome) por Portugal é muito simples… Qualquer MERDA escreve.
    Ponderem antes de escrever MERDA sobre quem desconhecem, porque não foi por causa desses geração SACRIFICADA que estamos na MERDA.
    FOI POR CAUSA DA NOSSA GERAÇÃO. Respeitem os velhinhos e não escrevam sobre o que não sabem. Não emprenhem pelos ouvidinhos!

    PS: Outro assunto que notei, para não escreverem MERDA, só devem falar de Nazismo (NSDAP) e Comunismo, quem leu os dois volumes do “Mein Kampf” de autoria de Adolf Hitler e o “O Capital” (o primeiro de 1867) de Karl Marx que crítica o capitalismo, se não sai…. CAGALHÃO…

    ResponderEliminar
  23. como dizem todos ex combatente em angola , com 100 iguais ao alferes robles ganham a guerra , com 1000 conquistavam o mundo ...o fidel castro e che guevarra , mataram milhares em cuba e no resto da america latina , alguns com as proprias maoes e desarmados , e não deixcam de se herois para muitos..obrigado a todos soldados portugueses que morreram pela patria , brancos , pretos e asiaticos , voçês são os verdadeiros portugueses nós não somos nada so um projecto de portuguesas , viva portugal

    ResponderEliminar
  24. robles foi um grande filho da puta mandado por outro grande filho da puta salazar que deve estar a arder no inferno a soluccao ali era salazar por politicos negros como chefes mas so punha brancos e deu no que deu.SE TIVESSEM negros como presidentes das cameras de la os colonos nao tinham perdido os seus bens ninguem gosta de ser vitima do racismo e esse salazar era um racista filho da puta e as tropas portuguesas eram tao boas que o filho da puta do robles matava matava assim como outros e a puta da guerra nunca foi vencida em 14 anos que grandes tropas de merda esses portugueses como o robles e companhia

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Você é um bocado ignorante. Na administração local havia PORTUGUESES de todas as cores. Quanto ao alferes Robles, salvou milhares de negros (sobretudo bailundos) de serem massacrados pela UPA. Na Mocidade Portuguesa, criada por esse "racista" do Salazar, havia brancos, negros, amarelos e mestiços. Vá aprender História!

      Eliminar
    2. Pelo que entendo são todos filhos da puta menos você, sua besta quadrada, mas o que me parece é que o grande filho da puta é você. E por causa de excrementos humanos como você que a historia é deturpada. Espero que ao menos seja Português de Portugal seu animal de merda. Fico admirado como alguém é capaz de escrever tanta merda num texto tão pequeno… os meus parabéns.

      Eliminar
  25. O sr. é um merdas. É um mentecapto, não sabe do que fala.

    ResponderEliminar
  26. Só quem defende uma visão vermelha da história pode enojar o nome de um dos mais bravos do Séc XX. Um Homem honesto, honrado e recatado, o Coronel Robles passou aos 20 anos pelas visões de uma chacina de terroristas da UPA para com Portugueses que viviam ao norte de Angola, foi ele o Homem que teve a coragem de defender esses portugueses e a integridade do nosso território.
    Apenas visões inquinadas têm mantido a mentira em que vivemos onde ser refratário ou desartor é aprovado e combater com Honra e Lealdade para com a pátria é visto como Mau. Queixam-se de que o exército está moribundo?
    Todos os que deram a vida, a entrega e a Honra pela pátria são esquecidos. Promove-se os terroristas ao invés dos que batalham...
    Honre-se Coronel Robles, já que os governantes preferem combates na República Centro Africana, terra de grandes ligações "Lusitanas"...

    ResponderEliminar
  27. Robles=Sanguináro Só quem o conheceu,e eu infelizmente conheci-o

    ResponderEliminar
  28. Todos vós o conhecem, todos vos falam daquilo que não presenciaram.
    Olhem ainda a bocadinho, aqui em minha casa, bebemos um bom copo de vinho.
    Ele não será esquecido, não se preocupem, e sabe, pelo menos pela minha boca estes comentários de quem passou por ele.
    Pena serem Anonimos.
    Um forte abraço a todos.

    ResponderEliminar